Como e quando fazer a manutenção da suspensão de um veículo

By -

A manutenção no sistema de suspensão deve ser feita preventivamente. Fique atento porque os ruídos, a instabilidade, o desgaste irregular dos pneus são indícios de que há problemas

Por: Edison Ragassi/ Fotos: José Nascimento e Arquivo AutoAgora

Ao dirigir o carro, mesmo sem passar em buracos, valetas ou lombadas o motorista ouve ruídos vindos da parte de baixo.

Ao entrar em uma curva, o condutor sente que o veículo vai escorregar, está instável. Quando vai calibrar os pneus o motorista percebe que o desgaste está irregular.

Todos estes sinais, independente de acontecerem ao mesmo tempo, indicam que é necessário fazer a manutenção do sistema de suspensão.

Não levar o carro a um mecânico de confiança para corrigir os problemas, pode resultar em um acidente grave.

Os problemas no sistema de suspensão provocam desconforto aos ocupantes do veículo. Por isso, é bom que o motorista fique sempre atento aos sinais de desgaste nos componentes da suspensão.

O sistema de suspensão é composto por:

Amortecedores

Molas

Braço oscilante

Batentes

Barra estabilizadora

Buchas

Bieletas

Coxins

Pivôs

O pivô é um dos componentes do sistema de suspensão

Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata, empresa fabricante de componentes de suspensão, explica o que cada um destes sinais significa.

“Ruídos podem indicar problemas na suspensão, mas nem sempre é fácil de fazer o diagnóstico, pois podem ser provenientes dos amortecedores.

Amortecedores e molas desgastados provocam ruídos

Mas também podem estar relacionado a uma bieleta com folga ou desgaste das buchas, coxins danificados, entre outros. As folgas provocam fortes ruídos”.

Bieleta com folga provoca provoca ruídos

Segundo o especialista da Nakata, a falta de estabilidade em curvas também pode apontar que algum componente da suspensão não está desempenhando seu papel corretamente e necessita ser trocado.

Instabilidade pode assinalar ainda desgaste do amortecedor

Defeitos na suspensão podem levar a desgaste acentuado de pneus, uma vez que a geometria da direção sobre um desalinhamento ou os pneus ficam pulando rapidamente ao passar por irregularidades no solo devido à perda de eficiência dos amortecedores.

As molas também podem apresentar perda de eficiência fazendo com que o carro perca altura. “Molas arreadas comprometem outros componentes da suspensão, como batentes, coxins e amortecedores”, adverte.

Bandeja integrante do sistema de suspensão

Caso o motorista verifique algum vazamento de óleo do amortecedor, Silva recomenda a troca imediata do componente.

A recomendação é fazer inspeção periódica no sistema de suspensão durante as revisões regulares, ou a qualquer sinal de desgaste dos componentes.

autoagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *