Lançamentos: Renault Duster

By -

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_04Produzido em São José dos Pinhais, modelo mundial da fabricante francesa chega com duas opções de motores, câmbio e tração e promete revolucionar o segmento de SUV’s
Texto: Edison Ragassi
Fotos: Divulgação
Dia 04 de outubro, em Foz do Iguaçu, a Renault mostrou para a imprensa especializada o Duster. O utilitário esportivo é um veículo mundial da marca o qual passa a ser produzido no Brasil. A carroceria segue o padrão de design adotado nos outros países que ele é comercializado.

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_06Na dianteira a grade usa três filetes largos cromados. O conjunto ótico é grande, na mesma peça estão os faróis e as luzes repetidoras. O visual esportivo é reforçado pela grande tomada de ar, que aparece abaixo. 

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_07

Nas laterais, os para-lamas dianteiros e traseiros têm contornos sobressaltados, os vincos em forma de arco percorrem as duas portas. 
A traseira usa vidro amplo, sobre a placa, um largo friso cromado, com o nome Duster acima. Lanternas, setas e luzes de ré estão em peça única de formato vertical.
04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_09

As formas do SUV foram trabalhadas pela equipe Renault Design América Latina (RDAL), no centro de estilo instalado aqui no Brasil. Eles desenvolveram um novo para-choque traseiro com desenho mais adequado ao gosto dos consumidores brasileiros.

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_45_Interior

Ao comparar ao europeu, o habitáculo é totalmente novo. O quadro de instrumentos e o painel central receberam um novo desenho. A versão brasileira, além de novos tecidos, também conta com novas espumas dos bancos, com as partes laterais mais realçadas. Nas versões mais completas, o interior tem duas tonalidades de cor.

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_43_Interior

A participação da engenharia local foi fundamental para deixar o carro em condições de competir no mercado brasileiro. No total foram 774 novas peças em relação ao SUV vendido na Europa.

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_05

As principais mudanças ocorreram nos sistema de suspensões, motores, câmbios e conforto acústico. Assim o Duster têm 67% de itens produzidos no mercado local, mas a fabricante trabalha para atingir índice de 75%.
O comprimento do Duster é de 4.315 mm, com largura de 1.822 mm, uma distancia entre- eixos de 2.673 mm e altura de 1.690 mm. O porta-malas tem capacidade volumétrica de 475 litros, com os encostos na posição normal. 

Renault_Duster_Detalhes_Imagem_04

A característica de SUV é marcada pela altura em relação ao solo 210 mm, seu ângulo de entrada é de 30°, o de saída 35º e o ângulo central de 22°.
São dois os tipos de motores e transmissões.

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_46_Interior

A versão de entrada é equipada com câmbio manual e propulsor 1.6 16V Hi-Flex. Ao usar gasolina, ele desenvolve 110 cv de potência e 15,1 kgfm de torque máximo. Com etanol entrega 115 cv e 15,5 kgfm. A potência esta disponível a 5.750 rpm e o torque a 3.750 rpm, isso com qualquer um dos combustíveis.

03_Renault_Duster_Dynamique___Imagem_08_Interior_cambio_automatico

O mais forte é um 2.0 16V Hi-Flex, o qual desenvolve potência de 142 cv (etanol) / 138 cv (gasolina) a 5.500 rpm e torque máximo de 19,7 kgfm (gasolina) / 20,9 kgfm (etanol) a 3.750 rpm. Neste caso são duas as opções de câmbio, manual de seis velocidades ou automático, que também possibilita a troca manual de marchas.

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_17

A suspensão dianteira é do tipo McPherson, com triângulos inferiores, amortecedores hidráulicos telescópicos com molas helicoidais, montada em um sub-chassi. A traseira é semi-independente com barra estabilizadora, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos telescópicos verticais. E o carro com tração 4X4 usa na traseira suspensão do tipo multilink. Os freios dianteiros têm discos ventilados de 269 mm de diâmetro e tambores na traseira.

02_Renault_Duster_Expression___Imagem_04_Interior

Direção hidráulica, ar- condicionado e vidros elétricos dianteiros são de série no modelo com motor 1.6L. Assim como, travas elétricas nas portas e no porta-malas com comando a distância por radiofreqüência, volante com regulagem em altura, Sistema CAR (travamento automático à 6 km/h), trava para crianças nas portas traseiras, pré-disposição para som, as rodas são de ferro 16” e oa pneus 215/65R16. Seu preço sugerido para venda é de R$ 50.900.

Renault_Duster_Detalhes_Imagem_03

Com o mesmo propulsor é comercializado na opção Expression, ela traz além dos itens da versão de entrada, vidros elétricos traseiros, banco do motorista com regulagem em altura, air bag duplo (motorista e passageiro) e alarme perimétrico, neste caso o preço é de R$ 53.200.

E o Dynamique custa R$ 56.900, vem com: Para-choque traseiro na cor da carroceria, painéis das portas com inserto em tecido, maçanetas externas na cor da carroceria e internas na cor black piano, barras de teto longitudinais cromadas, computador de bordo, retrovisores externos com regulagem elétrica, freios ABS, faróis de neblina, rádio CD MP3, 4 alto falantes (“3D Sound by ARKAMYS”) com conexão USB/iPod e entrada auxiliar, bluetooth e comando satélite na coluna de direção e rodas de alumínio aro 16” com pneus 215/65R16.

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_47_Interior

O Dynamique 2.0 16V 4X2 com câmbio manual de seis marchas custa R$ 60.600,  já no automático a transmissão é de quatro velocidades e sai por R$ 64.600, mesmo preço do modelo que usa tração 4X4 e câmbio manual.
A expectativa da Renault é de comercializar em média 2.500 unidades de seu SUV que já está nas concessionárias da marca espalhadas pelo Brasil.  

04_Renault_Duster_Dynamique_4X4___Imagem_31

autoagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *