Avaliação: Renault Sandero GT Line 2016, o hatch com visual esportivo

By -

DSC05279Feito para quem gosta de um modelo esportivo, mas não faz questão de ter um motorzão, o hatch da Renault atende estas expectativas

Texto: Edison Ragassi/ Fotos: AA- Divulgação

Em setembro do ano passado, a Renault lançou o Sandero GT Line, com a assinatura da divisão Renault Sport.

DSC05288

DSC05623

O hatch tem como qualidade o generoso espaço interno, ele recebeu acessórios e itens para ressaltar o visual esportivo. Na dianteira são novos o para-choque e a grade frontal. Incluíram aerofólio, difusor, saias laterais e as rodas, calçadas com pneus 195/55- R16, são de liga leve 16 polegadas, o desenho é específico, todos na cor Dark Metal.

DSC05332No interior o toque esportivo fica por conta dos bancos na cor preta, revestimento que lembra a fibra de carbono e bordado com o logo da Renault Sport no apoio de cabeça. Os detalhes na cor azul aparecem nas costuras do volante de couro, banco, volante e manopla do câmbio, além dos aros da saída de ar e do velocímetro.

DSC05312DSC05370O Sandero GT Line tem comprimento de 4.068 mm, para uma distância entre os eixos de 2.590 mm. Sua largura é de 1.733 mm e altura de 1.536 mm. O tanque de combustível recebe até 50 litros e o porta-malas tem capacidade volumétrica de 320 litros.

DSC05391Apesar do visual esportivo, não foram feitas alterações no motor, é o mesmo da versão convencional. O 1.6 8V Hi-Power entrega 106 cv (E)/ 98 cv (G) de potência e torque máximo de 15,5 kgfm (E)/ 14,5 kgfm (G), sendo que 85% da força está disponível a partir de 1.500 rpm. O câmbio é manual de 5 velocidades e a direção com assistência hidráulica.

Como o carro só tem visual esportivo, a suspensão não foi recalibrada, na dianteira é independente do tipo McPherson com triângulos inferiores. A traseira utiliza sistema semi-independente com eixo rígido. Os quatro amortecedores são hidráulicos telescópicos, e as molas helicoidais.

O sistema de frenagem é composto por discos ventilados de 258 mm de diâmetro e 22 mm espessura na parte da frente e tambores com 203 mm de diâmetro na traseira.

Impressões ao dirigir

Sandero GT Line_ (4)Ao visualizar o Sandero GT Line percebe-se que ele chama mais a atenção que o irmão convencional. As peças incluidas foram bem projetadas e mantém a harmonia do design da carroceria.

Sandero GT Line_ (28)O interior ficou com o ambiente agradável, sem ser espalhafatoso, os tons preto, cinza e azul formaram ótima combinação de cores.

DSC05334No painel de instrumentos, os mostradores receberam contornos em azul, não mudaram a iluminação ou grafia, eles são melhores visualizados com as lanternas ou faróis acesos. A central multimídia é fácil de entender, os comandos são intuitivos. Volante e alavanca das mudanças de marchas são boa empunhadura.

Sandero GT Line_ (12)Ao sair da inércia tem bom arranque, desenvolve velocidade de maneira fácil. As mudanças das marchas são precisas. Proporciona boas acelerações, retomadas e frenagens, ou seja, o Renault Sandero GT Line conservou as condições de dirigibilidade da versão convencional.

Na oficina

DSC05403De construção simples, com muito espaço no cofre do motor, a linha Renault Sandero oferece boas condições de reparação. Esta é a opinião do Engenheiro Automobilístico, Paulo Aguiar Jr, diretor da Engin- Engenharia Automotiva, centro automotivo localizado na Zona Sul de São Paulo.

DSC05407Ele conta que, “ao realizar revisões e reparos não há dificuldades, itens como velas, filtros (ar, óleo, combustível), são de fácil acesso, e isso para o proprietário de um carro como este é importante, significa que o tempo médio na oficina é baixo e resulta em menor custo de serviços”, avalia ele.

Preço sugerido e equipamentos

DSC05342Sandero GT Line_ (26)Na versão GT Line, o Renault Sandero tem preço sugerido de R$ 50.500, entre os itens de série traz o ar-condicionado automático, sensor de estacionamento e Media NAV Evolution, com rádio AM/FM, Bluetooth e GPS, proporciona informações de trânsito em tempo real e acesso a mídias sociais por meio de um aplicativo via smartphone, além de novas funções como temperatura externa, o Eco-Coaching e o Eco-Scoring.

DSC05254

Colaborou: Renault do Brasil

Ficha técnica

Renault Sandero GT Line

Motor

Posição: Dianteiro, transversal

Cilindrada: 1.598 cm³

Número de cilindros: 4 em linha

Taxa de compressão: 12:1

Número de válvulas: 8

Potência: 106 cv (E)/ 98 cv (G) a 5.250 rpm

Torque: 15,5kgfm (E)/14, 5 kgfm (G) a 4.000 rpm

Transmissão: Manual de 5 marchas

Tração: Dianteira

Direção: Assistência hidráulica

Freios

Dianteiros: Disco ventilado 258 mm

Traseiros: Tambores com 203 mm

Suspensão

Dianteira: Independente, tipo McPherson com molas helicoidais e barra estabilizadora Traseira: eixo rígido

Dimensões

Comprimento: 4.068 mm

Largura: 1.733 mm

Distância entre-eixos: 2.590 mm

Altura: 1.536 mm

Capacidades

Tanque de combustível: 50 litros

Porta-malas: 320 litros

Custos de peças e serviços*

Amortecedores dianteiros: R$ 638,00

Amortecedores traseiros: R$ 502,00

Filtro de ar: R$ 120,00

Filtro de combustível: R$ 80,00

Filtro anti-pólen: R$ 60,00

Óleo + filtro: R$ 239,00

Palheta dianteira: R$ 70,00

Pastilha dianteira: R$ 247,00

Velas: R$ 132,00

*A Renault oferece o Pacote preço fechado que inclui peças e mão de obra

autoagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *