Lançamento: EcoSport 1.6 com câmbio automático de dupla embreagem

By -

EcoSport 1.6 TiVCT_17

Linha 2016 do SUV compacto traz versão com motor 1.6L mais potente, sem tanquinho de partida a frio e transmissão automática de dupla embreagem

Por: Edison Ragassi/ Fotos: Divulgação

Em Bento Gonçalves (RG), dia 02/10, a Ford mostrou para a imprensa especializada a linha 2016 do EcoSport com novo motor e câmbio. A fabricante passa a equipar o modelo com o propulsor 1.6 Ti-VCT, o mesmo do New Fiesta. Sua potência é de 126 cv (G)/131 cv (E) a 6.500 rpm e torque de 15,4 kgfm (G)/ 16,1 kgfm a 5.000 rpm. Também incluíram a transmissão automática de dupla embreagem e 6 velocidades.

EcoSport 1.6 TiVCT_03Incluíram no catálogo novas versões, a SE Direct não estará disponível em showroom, pode ser vendida para clientes em geral, mas tem como foco os frotistas e portadores de necessidades especiais. Ela vem de série com, ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos dianteiros, assistente de partida em rampa, computador de bordo, controlador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis de neblina, fixação Isofix para cadeira infantil, sistema multimídia SYNC com comando de voz e rodas de aço 15 polegadas, o preço sugerido é de R$ 68.890.

EcoSport 1.6 TiVCT_16Com rodas de liga leve 15”, a versão SE custa R$ 71.900. A opção seguinte, Freestyle, sai por R$ 76.900 e tem a mais o alarme volumétrico, vidros elétricos, rodas de liga leve 16” e sensor de estacionamento.

EcoSport 1.6 TiVCT_19A opção Freestyle Plus custa R$ 80.300, os bancos são revestidos em couro e tem air bags laterais. O multimídia vem com assistência de emergência e Applink, o qual aciona aplicativos do smartphone.

Impressões ao dirigir

EcoSport 1.6 TiVCT_13O teste drive promovido pela Ford aconteceu na região serrana de Bento Gonçalves (RG), em trecho aproximado de 35 km. Com o novo motor, o arranque do EcoSport é bom. Desenvolve velocidade rapidamente. As trocas de marchas são macias em linha reta. Já, quando enfrenta um trecho de subida, demora mais para mudar a marcha, a mudança ocorre aos 3.500 rpm, ou um pouco mais. As condições de dirigibilidade são boas, a direção elétrica esta bem ajustada e passa segurança ao motorista.

As calibrações de suspensões permanecem

Apesar da modificação no motor e câmbio, não foi necessário recalibrar as suspensões. E as peças de reposição como amortecedores, molas e ainda discos pastilhas, não sofreram alterações. Isso auxilia a manter preços competitivos destes itens.

EcoSport 1.6 TiVCT_24O EcoSport reinou absoluto como líder dos suv’s compactos, desde o lançamento em 2003. Sofreu um pequeno abalo com a chegada do Duster em 2011 e consolidou a liderança no lançamento da nova geração em 2012 como veículo global.

EcoSport 1.6 TiVCT_06Porém, 2015, que pode ser chamado de o ano da “invasão dos suv’s”, já que chegou Honda HRV, Jeep Renegade, reestilização do Duster e Peugeot 2008. O resultado de tantas opções foi a perca da liderança para o modelo da Honda, no acumulado de emplacamentos até setembro o EcoSport foi o segundo mais emplacado. O fato de ter perdido a primeira posição não incomoda, pois, segundo Osvaldo Ramos, gerente de marketing da Ford, eles cumpriram as metas em vendas.

autoagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *