Coronavírus ainda não afeta as vendas de automóveis novos

Novo Chevrolet Tracker custa a partir R$ 82.000 até R$ 112.000
16/03/2020
Fiat e Lego lançam miniatura montável do Fiat 500F
17/03/2020

Fenabrave diz que o coronavírus (COVID-19) ainda não afeta as vendas de automóveis novos neste mês de março

Por: Edison Ragassi/ Fotos: Divulgação

A FENABRAVE (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), divulgou um comunicado nesta manhã de terça-feira, no qual explica que sua base de dados não aponta redução nos emplacamentos de veículos por causa do COVID-19.

Fala também que os estoques das concessionárias estão normais, com garantia de abastecimento entre 45 a 60 dias, para os segmentos em geral.

Há preocupação com a falta de peças, pois  a China, onde começou o foco da doença, é um importante exportador de componentes.

Neste caso a Fenbrave projeta uma provável queda nos estoques das Redes, mas espera que a situação se normalize antes que faltem veículos nas Concessionárias.

Assim a Fenabrave manterá as projeções para este ano, até o próximo mês de abril, quando revisará suas expectativas de mercado e terá um cenário e panorama mais claros, sobre a crise provocada pelo COVID-19.

Por enquanto o que acontece no mundo é o cancelamento de salões e outras atividades ligadas ao setor automotivo.

Aqui no Brasil os lançamentos da Amarok, Ford Ranger, Fiat Strada foram adiados e o do Chevrolet Tracker será feito de maneira virtual.

Temos que aguardar quais serão as consequências para o setor automotivo desta pandemia. Um importante segmento já foi afetado as exportações.    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *