Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT

Avaliação: Jeep Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4x4
Avaliação: Jeep Renegade Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4
16/12/2020
Avaliação: SUV VW T-Cross Comfortline 200 TSI 2021
Avaliação: SUV VW T-Cross Comfortline 200 TSI 2021
29/12/2020
Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/Impressões ao dirigir

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/ Foto: Saulo Mazzoni

Com visual moderno, o SUV da Honda segue a tradição japonesa de fabricar automóveis confortáveis, funcionais e robustos

Em maio de 2015, a Honda Automóveis lançou no mercado brasileiro o SUV HR-V. Na época, o utilitário esportivo foi bem recebido pelos consumidores e em pouco tempo entrou na lista dos mais vendidos do segmento. Uma das qualidades do SUV da Honda fabricado no Brasil é o desenho moderno e futurista da carroceria.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT

Faróis com assinatura de LED. As luzes de neblina são itens de série/ Foto: Saulo Mazzoni

O capô tem vincos nas extremidades e no centro. Na dianteira, uma faixa cromada ostenta o grande H, símbolo da marca, ela serve de ligação para o conjunto de faróis que estão nas extremidades. Eles têm assinatura em LED nas extremidades. Abaixo uma grade em formato de V. O para-choque na cor da carroceria traz nas pontas as luzes de neblina e na parte inferior outra grade.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/ Lateral

Área envidraçada grande e molduras nas caixas das rodas/ Foto: Saulo Mazzoni

Os faróis invadem os para-lamas e se unem aos vincos nas laterais. A área envidraçada das portas é grande, há adesivos pretos nas colunas. As maçanetas das portas traseiras estão ao lado dos vidros.  Para reforçar o visual esportivo, as caixas de rodas utilizam molduras. As rodas são de liga-leve 17 polegadas com pneus 215/55R17.

O comprimento do Honda HR-V é de 4,3 m e a distância entre-eixos de 2,6 m. Com largura de 1,7 m e altura de 1,5 m, o vão livre do solo é de 177 mm.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT

Traseira com aerofólio que acomoda a terceira luz de freio/ Foto: Saulo Mazzoni

Na traseira, um aerofólio com o breaklight, a terceira luz de freio, sai do teto. As lanternas são bipartidas e avançam para a tampa do porta-malas. Na parte central o símbolo da Honda e abaixo a moldura que acomoda a placa de identificação. A parte inferior do para-choque é na cor preta com refletores nas extremidades.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT  Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/ Porta-malas

A capacidade do porta-malas é de 437 litros, porém, ela pode ser ampliada de várias maneiras, graças ao sistema de rebatimento dos bancos chamado de Magic Seat, com três modos de utilização: Utility, que permite rebater os bancos traseiros e ter uma superfície plana para acomodação de bagagens. A opção Tall é para acomodar objetos altos no assoalho do veículo, como um vaso de plantas, pois ela eleva o assento dos bancos traseiros e a Long é indicada para o transporte de volumes longos como uma prancha de surf, já que rebate também o encosto do banco do passageiro dianteiro. E o tanque de combustível recebe até 51litros.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT

Volante multifuncional, conta-giros e velocímetro analógicos/ Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT, interior

No interior do SUV HR-V EX a Honda manteve um visual clássico. Sendo assim, o painel de instrumentos utiliza conta-giros e velocímetro analógicos. Já as informações do marcador de combustível e consumo, odometro total e parcial, temperatura do motor, estão no mostrador digital. O volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade é revestido em couro.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/ Interior Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/Interior

Já os bancos têm revestimento de tecido. No centro do painel está a tela de 7 polegadas sensível ao toque do multimídia com conectividade aos sistemas Android Auto e Apple CarPlay. Por meio dela é possível a operação de mapas do sistema de navegação do Waze, Google Maps, além da reprodução de músicas via Bluetooth, por dispositivos portáteis, ou de serviços de streaming.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/Console

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT, o console é elevado/ Foto: Saulo Mazzoni

O ar-condicionado é digital e o console separa o motorista do passageiro. Ele é elevado, assim, a parte de baixo é utilizada para acomodar o celular, e ainda acomoda a entrada USB e a tomada 12V.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/Motor

Motor Flex One com 140 cv/ Foto: Saulo Mazzoni

 Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT, motor, câmbio e consumo de combustível

O SUV Honda HR-V EX tem o motor i-VTEC 1.8L 16V FlexOne. É o mesmo do sedã Honda Civic, porém, ele foi recalibrado. A potência do  motor do Honda Civic HR-V EX é de 139 cv a 6.300 rpm e torque de 17,4 kgfm a 5.000 rpm abastecido com etanol. Ao utilizar gasolina chega a 140 cv a 6.500 rpm e 17,3 kgfm a 4.800 rpm de torque. O motor do Honda HR-V é montado com bloco e cabeçote de alumínio. E o sistema de auxilio para a partida a frio utiliza vela aquecedora.

Ele está acoplado ao câmbio CVT que simula 7 marchas, no volante há aletas para trocas de marchas manuais.  O Honda HR-V EX tem consumo de combustível validado pelo programa de etiquetagem veicular do Inmentro, abastecido com etanol de 7,7 km/L na cidade e 8,6 km/L na estrada. Ao utilizar gasolina, o consumo do SUV da Honda na cidade é de 11 km/L na cidade e 12,3 km/L na rodovia. A versão EX, entregue para esta Avaliação pela Honda Automóveis, foi abastecida com gasolina. Neste caso, com o ar-condicionado ligado, o consumo foi de 9,2 km/L na cidade e 11,4 na rodovia.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT/Impressões ao dirigir

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT, impressões ao dirigir

Logo ao entrar no SUV Honda HR-V EX, o motorista tem a sensação de se tratar de um automóvel confortável, fabricado com a filosofia oriental, ou seja, para ser de uso prático e eficiente.

Não há dificuldades para encontrar a posição de conforto para dirigir. A visibilidade oferecida é boa, graças a área envidraçada grande.

Já no arranque ele é lento, porém, desenvolve velocidade rapidamente em linha reta. Na cidade é comum encontrar lombadas, valetas, buracos e asfalto ondulado. Ao passar por estas imperfeições do piso, as suspensões do Honda HR-V, compostas por um sistema independente tipo McPherson na dianteira e eixo rígido na traseira, absorvem de maneira satisfatória estes impactos.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT, direção com assistência elétrica/ Foto: Saulo Mazzoni

Nas manobras, a direção com assistência elétrica progressiva  está bem calibrada, o que proporciona facilidade ao estacionar.

Já o câmbio CVT se mostra lento nas reações, como por exemplo, quando o carro entra em uma subida. Nesta situação é necessário exigir mais do acelerador e ele demora um pouco para realizar a troca. O mesmo ocorre na rodovia, quando é necessário frear e acelerar em seguida. Por isso, o melhor é colocar a alavanca na posição S e fazer a troca da marcha nas aletas do volante.

Por falar em rodovia, nela o desempenho é bom. Desenvolve velocidade rapidamente, o Honda HR-V é estável nas curvas e a direção macia e firme, quando necessário. Só nas retomadas que ele tem um pequeno atraso, o que não compromete o bom acerto obtido pelo time de engenheiros da fabricante japonesa para um veículo de múltiplos usos.

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT

Honda HR-V EX com central multimídia e ar-condicionado digital/ Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: Honda HR-V EX 1.8 CVT, preço e itens de série

O Honda HR-V EX 1.8 CVT 2020 é fabricado no Brasil e tem preço sugerido de R$ 111.500. Entre os itens de série ele traz: 6 airbags (frontais, laterais e de cortina), chave do tipo canivete com controle de abertura/fechamento das portas e dos vidros elétricos. Os freios são a disco nas 4 rodas com ABS e EBD. O freio de estacionamento é eletrônico. Há o sistema Brake Hold, se o motorista acionar o freio e mantiver o carro parado por um longo período, como em um congestionamento, o freio de estacionamento é automaticamente ativado, mesmo que o condutor tire o pé do pedal, assim, o veículo permanece freado e, ao acelerar, ele é automaticamente liberado.

Para fixar a cadeira infantil tem o ISOFIX na base do assento traseiro nos dois lados. Ainda vem com o sistema de alerta de frenagem emergencial (ESS), assistente de partidas em aclives (HSA), assistente de tração e estabilidade (VSA), entre outros.

As travas elétricas das portas têm o travamento automático acima de 15 km/h. Os vidros elétricos estão nas quatro portas, com sistema antiesmagamento. Além disso, os faróis de neblina e os retrovisores com rebatimento elétrico e função tilt down também são de série.

As cores disponíveis para o Honda HR-V EX são: Branco Tafetá (sólida, sem custo). Já as metálicas Prata Platinum, Cinza Barium, Azul Cósmico custam R$ 1.700,00. E a perolizada Branco Estelar sai por R$ 2.000,00. A linha 2021 do SUV Honda HR-V foi lançada recentemente, ou seja, no inicio de dezembro. 

Por: Edison Ragassi/ Fotos: Saulo Mazzoni

Ficha técnica Honda HR-V EX 1.8 CVT

Motor

Modelo: 1.8 16V SOHC i-VTEC FlexOne

Tipo: Transversal

Número de cilindros: 4 em linha

Potência: 139 cv a 6.300 (E)/ 140 cv (G) a 6.500 rpm

Torque: 17,3 kgfm a 4.800 (G)/ 17,4 kgfm a 5.000 rpm (E)

Número de válvulas: 16 comando variável

Câmbio

Tipo: CVT com simulação de 7 marchas

Direção

Tipo: Assistência elétrica progressiva (MA-EPS)

Suspensão

Dianteira: Independente tipo McPherson

Traseira: eixo rígido

Freios

Dianteiro: Discos ventilados

Traseiro: Discos sólidos

Dimensões

Comprimento: 4.294 mm

Distância entre eixos: 2.610 mm

Largura: 1.772 mm

Capacidades

Porta-malas: 437 litros

Tanque de combustível: 51 litros

4 Comments

  1. Marília disse:

    Quem tem uma HR-V não quer mais saber de outro carro

  2. Osnildo Caron disse:

    Ele tem tudo que um carro precisa ter. Muito bom.

    • autoagora.com.br disse:

      É realmente um dos melhores automóveis fabricados no Brasil. Obrigado por acompanhar nosso trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *