Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Avaliação: Picape Fiat Toro MY20 Ranch AT9 Diesel 2021
Avaliação: Picape Fiat Toro MY20 Ranch AT9 Diesel 2021
08/09/2020
Avaliação: Picape Fiat Strada Volcano 2021
Avaliação: Picape Fiat Strada Volcano 2021
25/09/2020
Santander lança financiamento especial para veículos híbridos e elétricos

Santander lança financiamento especial para veículos híbridos e elétricos/Foto; Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron/ Foto: Saulo Mazzoni

Conforto de um modelo Premium, dirigibilidade e performance de um esportivo, com a sensação de comandar uma nave espacial. Este é o SUV elétrico da Audi

Na Europa a proposta é de preservar o meio ambiente, ou seja, evitar a emissão de gases nocivos na atmosfera expelidos pelos escapamentos de automóveis. A solução encontrad é eletrificar os modelos fabricados. Sendo assim, as fabricantes de veículo trabalham para oferecer opções aos clientes. Um dos modelos 100% elétrico que foi lançado no velho continente e já disponível para o público brasileiro é o SUV Audi e-tron.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Audi e-tron, grade com aletas móveis/ Foto: Saulo Mazzoni

SUV elétrico Audi e-tron: Visual futurista

O Audi e-tron segue as linhas adotadas pelo centro de design da empresa, porém, é muito mais chamativo que os automóveis da marca. Na dianteira o capô tem vincos laterais que formam um V. Os faróis são em Full LED, no centro a grande grade em forma de losango, as aletas se movimentam de acordo com a velocidade para facilitar a refrigeração do radiador. Isso mesmo, apesar do motor elétrico, ele tem o radiador, como nos modelos com motor a combustão interna. O símbolo das quatro argolas está no meio bem destacado. Na parte inferior do para-choque, uma entrada de ar sem grade.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Audi e-tron, laterais com área envidraçada grande/ Foto: Saulo Mazzoni

As laterais utilizam uma área envidraçada grande, chama a atenção o pequeno suporte colocado no local dos retrovisores, o que faz pensar que os espelhos são pequenos. Mas não são. Estes suportes acomodam câmeras de alta definição, as quais fazem as funções dos espelhos. Há vincos que cortam o carro na região das maçanetas, e vincos na parte inferior das portas. As rodas são de liga leve 21” com pneus 265/45 R21.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

A traseira tem um aerofólio que sai do teto, vidro inclinado, o símbolo das quatro argolas no centro. As lanternas são bi-partidas, invadem a tampa e são ligadas por uma faixa. Abaixo uma moldura para acomodar a placa de identificação. O para-choque na cor da carroceria tem refletores nas extremidades.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Audi e-tron com painel 100% digital/ Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, interior sofisticado e futurista

Na parte interior o SUV elétrico Audi e-tron utiliza o conceito que separa o motorista do passageiro. Os bancos dianteiros são esportivos. Tanto na dianteira como na traseira o acabamento é em Alcântara. O volante em couro é multifuncional. Como não poderia deixar de ser, o painel de instrumentos é 100% digital. No multimídia, com tela 10,1” o motorista tem as informações do carro, entretenimento, navegação e as configurações do Audi e-tron. Nele é possível ativar um timer de carregamento ou especificar o tipo de regeneração, por exemplo. Na parte inferior, uma tela de 8,6 polegadas para o acesso das entradas de texto, as funções de conforto e o ar-condicionado com o pulso apoiado no seletor de modo de direção. Por falar em ar-condicionado, ele é de 4 zonas, pois há saídas para os passageiros do banco de trás, eles podem escolher temperaturas diferentes para cada ocupante.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, interior sofisticado e futurista

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, interior sofisticado e futurista

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, dimensões e capacidades

O SUV elétrico da Audi mede 4,9 m de comprimento, 2 m de largura e 1,6 m de altura. Sua distância entre-eixos é de 2,9 m.

Por ser elétrico não tem o eixo cardã, na parte traseira, o que elimina o túnel central, e consequentemente oferece ganho de espaço para o passageiro no assento central do banco de trás.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Audi e-tron, porta-malas com capacidade de 600 litros/ Foto: Saulo Mazzoni

A capacidade do porta-malas é de 600 litros. Ele permite rebater o banco traseiro, sendo assim, o espaço é ampliado para 1.725 litros.

Como não há um motor tradicional na parte frontal, no lugar foi colocado um compartimento que acomoda o kit de ferramentas do veículo e o cabo do carregador Audi compact charger com capacidade de 60 litros.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Motor elétrico Audi e-tron

Audi e-tron com 2 motores elétricos

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, motor

O SUV elétrico é montado na plataforma MEB. Ele utiliza dois motores elétricos, por isso, as forças são distribuídas em 135 kW (183,5 cv) de potência e 31,5 kgfm de torque na frente. Enquanto que o motor traseiro entrega 165 kW (224,3 cv) de potência e 36,2 kgfm, portanto, a potência total é de 408 cv e 67,8 kgfm de torque. Como nos motores elétricos o torque é instantâneo, seu desempenho é de um hatch esportivo. Acelera de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente em 200 km/h.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, impressões ao dirigir

Nesta avaliação do SUV elétrico Audi e-tron, AutoAgora.com.br utilizou o veículo na maior parte do tempo no circuito urbano, ou seja na cidade. Isso porque, independente da marca ou modelo, ainda são poucos os locais para carregá-lo nas rodovias. Atualmente os carregadores que formam as eletrovias estão na rodovia Presidente Dutra (São Paulo-Rio de Janeiro) e BR-277 (Porto de Paranaguá-Foz do Iguaçu, no Paraná). Isso faz com que o proprietário de um modelo elétrico tenha poucas opções para viajar. Já em uma cidade como São Paulo, há vários pontos onde é possível carregar a bateria, inclusive sem custos. Eles estão em estacionamentos de shoppings, postos de combustíveis, hotéis e supermercados.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

Logo ao entrar, o motorista que tem o primeiro contato com o Audi e-tron, surpreende-se. A começar pelo conforto que os bancos proporcionam. Sabe aquela poltrona preferida que está na sala de casa? A sensação ao sentar é a mesma! Logo em seguida, a ação natural é a de acionar o motor, e por mais que o motorista saiba que não tem ruído, barulho, ele vai achar estranho e se perguntar se está realmente ligado. Após acionar o botão Start/Stop, o painel acende. São vários os desenhos que o usuário pode escolher para visualizar o velocímetro e as informações do computador de bordo, modo de condução, eficiência, entre tantas outras, inclusive há um mostrador com grafia clássica, que lembra um velocímetro e conta-giros analógicos.

Ao ter o primeiro contato com o carro é necessário explorar todas as opções de regulagens para auxiliar o motorista, vida a bordo e desempenho. Por exemplo, o Audi drive select oferece a opção de variar as características de direção entre sete perfis: Auto, Comfort, Efficiency, Offroad, Dynamic, Allroad e Individual.  Quando acionado, o modo Dynamic, privilegia a esportividade e da preferência de torque no eixo traseiro, enquanto nos outros modos a distribuição é mais equilibrada entre ambos os eixos. Porém, vale ressaltar que no modo Dynamic, o consumo de bateria é maior. O elétrico Audi e-tron tem um sistema de suspensão a ar. Ela se ajusta individualmente às condições da rodovia. De acordo com a velocidade, a altura da suspensão varia até 76 milímetros. Mas o motorista pode escolher abaixar ou elevar o SUV através dos comandos no multimídia, ou em uma tecla logo abaixo da tela sensível ao toque de controle da climatização.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Audi e-tron com câmera de alta definição no lugar dos espelhos retrovisores/ Foto: Divulgação

Audi e-tron câmeras no lugar dos retrovisores

Depois de entender todas as opções oferecidas para auxiliar na direção e comodidade para os passageiros é necessário ajustar os ‘retrovisores’. Na realidade há uma tela em cada porta, ela mostra as imagens das câmeras externas. Sendo assim, o motorista precisa manter a concentração e não olhar para fora na direção dos tradicionais retrovisores. Nos primeiros metros, por estar condicionado, o olhar busca o visual externo, mas concentrando-se, rapidamente adapta-se ao novo sistema. Por ser digital, visualizar as informações do painel é muito fácil, pois o motorista pode escolher o visual mais eficiente.

Audi e-tron com tela nas portas no lugar dos retrovisores

Tela que mostra as imagens das câmeras que substituem os retrovisores/ Foto: Saulo Mazzoni

Outra situação que também exige cuidado é tirar o carro da posição estacionária. Isso porque um leve toque no acelerador é o suficiente para movimentar o e-tron. Uma característica dos carros elétricos é a de disponibilizar o torque imediatamente, por isso, use o pé direto de maneira suave. O SUV pesa 2.655 kg e mesmo assim acelera de 0-100 km/h em 5,7 s. Uma situação normal em uma grande cidade, o asfalto ruim.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

Passando por ele com o Audi e-tron, o motorista vai pensar que aconteceu um mutirão de recapeamento, pois o sistema de suspensão a ar absorve muito bem o efeito de passar por ondulações, buracos e lombadas. A direção tem assistência elétrica progressiva, o que a torna firme, ao ser exigida em uma curva, e muito macia durante a manobra de estacionamento.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Audi e-tron com visão completa nas manobras de estacionamento/ Foto: Saulo Mazzoni

Por falar em estacionamento, ele não tem o sistema que faz o carro entrar sozinho em uma vaga, porém, as câmeras 360º mostram tudo, inclusive as faixas que demarcam a vaga na dianteira, lateral e traseira.

E ao entrar na rodovia tenha muita atenção! A velocidade máxima permitida nas rodovias brasileiras é de 120 km/h. Essa velocidade ele atinge rapidamente. Pelo fato de que não há ruído do motor, se não ficar atento ao velocímetro, o motorista vai ultrapassar o limite sem perceber e corre o risco de ser multado. Por isso, as ultrapassagens e retomadas, são feitas de maneira simples, não há trancos de mudança de marchas, ou barulho de giro alto do motor.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, recuperação de energia para carregar a bateria

Em um automóvel com motor a combustão interna, o motorista procura dirigir de maneira eficiente para economizar combustível. Com o Audi e-tron, não é diferente, porém, ele tem um sistema que recupera a energia gerada por utilizar os freios e carrega a bateria. Para utilizá-lo, o motorista tem as borboletas, paddle shifts no volante, que possibilitam controlar o nível de recuperação. Para utilizar o sistema, basta o motorista tirar o pé do acelerador, que o carro inicia o processo de diminuir a velocidade, como um freio motor e manda esta energia recuperada para a bateria. Este sistema também faz com que as pastilhas dos freios, dianteiros e traseiros, sofram menor desgaste, tanto que, a média de duração destes componentes é de 100.000 km. Sendo assim, diferente dos veículos com motor movido a gasolina, etanol, ou a mistura dos dois em qualquer proporção, que no uso urbano consome mais combustível, o Audi e-tron, consome mais na rodovia. Isso porque ele roda livre sem a necessidade de utilizar a regeneração de energia. Visite a área de vídeos no Facebook.com/AutoAgora.com.br e assista o vídeo com André Maranhão, gerente de treinamento da Audi e conheça os detalhes técnicos do Audi e-tron.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

O estudante de engenharia mecânica, Lucas Rodrigues De Lima. Primeiro contato com um carro elétrico

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, opinião do passageiro no primeiro contato com um carro elétrico

Nesta avaliação do SUV elétrico Audi e-tron, levamos o estudante de engenharia mecânica, Lucas Rodrigues De Lima (21) para ter o primeiro contato com um veículo elétrico. Sua primeira reação foi a de ficar impressionado com a tecnologia disponível. Depois de rodar alguns quilômetros sentado no banco do passageiro, ele avalia a experiência. “Ao andar no e-tron, abandonei velhos estigmas sobre os carros elétricos. Mesmo no banco do passageiro, é possível perceber o torque instantâneo, e isso é muito conveniente, já que torna o carro mais seguro para ultrapassagens.

Ele é muito confortável, pela ausência de ruído e a suavidade de funcionamento. Também impressiona, por não ter qualquer tipo de tranco. Isso com certeza deixa as viagens muito mais confortáveis. As acelerações e desacelerações são super suaves e mesmo que o carro seja muito pesado, você nem sente o peso. Para a cidade, a disposição do elétrico faz crer que essa agilidade é totalmente útil. Ele se mostra mais eficaz que muitos motores a combustão”.  

Além do Lucas, que teve contato direto com o carro, o e-tron chama a atenção por onde passa, primeiro pelo porte, depois pelo fato de não emitir ruídos. Isso também exige do motorista muita atenção com os pedestres, principalmente os mais distraídos.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, autonomia, consumo de energia por km

Graças a tecnologia de recuperação de energia, pelo ciclo WLTP (Worldwide Harmonized Light-Duty Vehicles Test Procedure- Procedimento de teste de veículos leves harmonizados em todo o mundo) a autonomia  do Audi e-tron é de 436 km. Mas quando o motorista ligar o carro, com a bateria totalmente carregada, a autonomia mostrada será de 300 km. Estes 136 km a mais obtidos no ciclo de testes ocorre porque a energia se regenera.

Podemos usar como exemplo, o trajeto feito entre o Centro de treinamento da Audi, até a redação de AutoAgora.com.br. Ao retirar o carro a autonomia mostrada no computador de bordo era de 280 km. Após rodar 7,6 km, em situação de trânsito moderado, com o ar-condicionado desligado, ele mostrava 282 km de autonomia, ou seja, no trajeto recarregou o equivalente a rodar mais 2 km.

No período de empréstimo para esta avaliação o Audi e-tron rodou 262 km. Ele foi abastecido três vezes, mas não até a totalidade da carga. Sendo que em uma delas utilizou a tomada de 220V. Aqui vale uma observação, o carro vem com o carregador, o qual pode ser conectado também na tomada 110V. Porém, para efetuar o carregamento é necessário que ela seja aterrada. Nestas condições o consumo de energia foi de 3,6 km/kWh. Em São Paulo, desde março de 2020, o preço do kWh é de R$ 0,80, assim, o gasto foi de R$ 2,88.

A capacidade total da bateria é de 95 kWh, por isso, para carregar a bateria do Audi e-tron partindo do zero, o custo total será de R$ 76,00.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, tempo para recarregar a bateria

Não só no elétrico da Audi, mas em qualquer tipo de veículo elétrico, o tempo de recarga, depende da potência e tipo do carregador, além da infraestrutura que atende a este carregador. O modelo permite uma recarga de até 11kW por hora em carregadores. No entanto, nos carregadores DC a potência máxima de recarga é de 150kW.

O mais comum é ter em casa um carregamento de aproximadamente 7,2kW, o que permite recarregar o e-tron de 0% a 100% em aproximadamente 13hs. Mas não é necessário deixar a bateria descarregar totalmente. A Audi usa o seguinte exemplo: Se o carro roda 40 km/dia, em um carregador AC de 7,2kW será necessário cerca de 1h15 para completar a bateria. Caso o carregador tenha 3,6kW será necessário o dobro do tempo, ou seja, 2h30.

E, mesmo em uma tomada residencial 220V é possível em cerca de 4 horas completar a bateria. No site da Audi está disponível os locais de recarga espelhados pelo País. Além disso, a concessionária a Stuttgart Porsche instalou o primeiro carregador ultra rápido da América Latina, com 350 kW (recarga DC). Em parceria com a empresa do setor elétrico EDP, a Audi, Volkswagen e a Porsche criaram as chamadas “eletrovias ultra rápidas”.

São rotas nas quais existam estações de carregamento de 150 ou 350 kW em locais que proporcionem comodidade para o usuário. As distâncias máximas entre uma e outra é de 200 quilômetros. Essa rede de abastecimento de energia elétrica estará disponível em todo o estado de São Paulo nas principais vias, além de conectar as eletrovias já existentes. A conclusão desse projeto de “eletrificação” das rodovias está prevista para 2022. A BMW também instalou postos de recarga em vários pontos da cidade. E a Volvo Car, que comercializa híbridos plug-in, instalou vários carregadores que podem ser encontrados pelo aplicativo de rotas Waze.  

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron, preço, itens de série e opcionais

O SUV elétrico Audi e-tron Performance Black custa R$ 551.990. Para a venda direta o valor é R$ 511.990.  Ele traz os bancos dianteiros esportivos em Alcântara com ajustes elétricos, ajuste lombar e memória. Os faróis são Full LED com assistente de farol alto. Tem ainda o controle de cruzeiro adaptativo com aviso de permanência em faixa (Active lane assist). O Keyless entry e porta-malas com abertura/fechamento elétrico com sistema hands-free (para abrir o porta-malas, por exemplo, basta passar o pé embaixo do para-choque). Pacote interno em couro, câmera 360° e display 360°. Espelho retrovisor interno com função antiofuscante automática. Pacote de luzes customizáveis com 30 opções de cores. Teto solar elétrico, panorâmico. Kit S line exterior com soleiras em alumínio e iluminadas. As pinças de freio são pintadas em laranja. Frisos decorativos em High Gloss Black. Capa do espelho retrovisor externo na cor preta. Os espelhos retrovisores externos com ajuste elétricos, rebatíveis, aquecíveis, antiofuscantes e com memória.

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Faróis Full LED Matrix/ Foto: Saulo Mazzoni

Entre os opcionais estão a pintura metálica que custa R$ 2.400. Os faróis Full LED Matrix com luz de direção dinâmica e apresentação de luzes custam R$ 13.000. O Pacote Tecnológico, também é opcional, ele custa R$ 26.000 e inclui o Head-up display, Pre sense dianteiro, o qual monitora riscos de colisão contra o veículo que está na frente e o Night Vision Assist. As câmeras que substituem os espelhos, denominado retrovisores virtuais, também custam R$ 13.000. E ainda Audi Side Assist por R$ 8.000, Exit warning Assist, Assistente de Tráfego Reverso e Audi Pre sense traseiro.

As cores disponíveis são o Azul Galáxia, Azul Navarra, Bege Siam, Branco Geleira, Cinza Manhattan, Cinza Tufão, Prata Florete, Preto Brilhante, Preto Mito e Vermelho Catalunya.

A versão avaliada é a topo de linha, o Audi e-tron SUV custa R$ 491.990 para venda direta e R$ 531.990 na venda convencional.

Em janeiro completei 19 anos atuando como jornalista especializado do setor automotivo. Neste segmento, tive a oportunidade de guiar automóveis dos mais variados tipos e aplicações e até de ‘não guiar’, um veículo autônomo. Porém, entre todos eles, posso afirmar que o Audi e-tron é um dos veículos mais modernos e tecnológicos que está disponível no mercado brasileiro.

Por: Edison Ragassi

Avaliação: SUV elétrico Audi e-tron

Foto: Saulo Mazzoni

Ficha técnica Audi e-tron Performance Black

Motor: Elétrico (2 motores, um dianteiro e outro traseiro)

Potência: 408 cv         

Torque: 67,8 kgfm

Tração: quattro

Tipo de bateria: Íons de Lítio

Capacidade da bateria: 95 kWh

Direção: Eletro assistida

Suspensões

Dianteira: Independente, braços sobrepostos amortecedores a ar

Traseira: Independente multibraço, amortecedores a ar

Rodas: Liga leve 21”

Pneus: 265/45 R21

Peso: 2.655 kg

Dimensões/ Capacidades

Comprimento: 4.901 mm

Largura: 2.043 mm

Altura: 1.629 mm

Entre-eixos: 2.928 mm

Porta-malas: 600 litros

Compartimento dianteiro: 60 litros

Para conhecer mais detalhes da tecnologia embarcada e condições de reparabilidade do SUV elétrico Audi e-tron, assista o vídeo do canal TV Reparação Automotiva. O carro foi analisado pelo reparador independente Nilson Patrone da oficina Power Class de São Bernardo do Campo (SP).

19 Comments

  1. Marcelo Leone disse:

    Parabéns pela reportagem, ótimo texto e fotos excelentes

  2. Marcelo Leone disse:

    Reportagem muito boa, texto e fotos excelentes

  3. mauricio disse:

    Excelente matéria, acompanhada de uma fotografia completa e esclarecedora! Parabéns!

  4. Wendel Rufino disse:

    Muito boa matéria, as fotos também estão incríveis, parabéns!!

  5. Wendel Rufino disse:

    Muito boa matéria, as fotos estão incríveis também, parabéns!!

    • autoagora.com.br disse:

      Bom saber que gostou. Obrigado por comentar e pelo elogio. O fotografo Saulo Mazzoni tem uma visão sem igual, ele sabe fotografar automóveis!

      • Stella disse:

        Muito legal, dá pra ver a dedicação nas palavras!! só deu mais vontade de andar nesse carrão!
        parabéns pela matéria!

  6. Karla disse:

    Ótima matéria, achei muito bem escrita e esclarecedora, parabéns.

  7. Victória Matias disse:

    A matéria esta perfeita! Amei

  8. Stella disse:

    Muito legal, dá pra ver a dedicação nas palavras!! só deu mais vontade de andar nesse carrão!
    parabéns pela matéria!

  9. Laura disse:

    Ótima matéria.
    Belo carro.
    Excelentes fotografias.

    • autoagora.com.br disse:

      Muito obrigado por acompanhar nosso trabalho. Que bom que gostou. As fotos são do Saulo Mazzoni, na minha opinião um dos melhores fotógrafos especializados em automóveis do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *