Avaliação: VW Nivus Highline 2021

Avaliação: SUV Nissan Kicks 1.6 S CVT câmbio automático
Avaliação: SUV Nissan Kicks 1.6 S CVT câmbio automático
19/08/2020
Avaliação: Chevrolet Onix hatch Premier 2021
Avaliação: Chevrolet Onix hatch Premier 2020
28/08/2020
Avaliação: VW Nivus Highline 2021

Avaliação: VW Nivus Highline 2021/ Fotos: Saulo Mazzoni

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

Avaliação: VW Nivus Highline 2021/ Fotos: Saulo Mazzoni

Versão topo de linha do SUV compacto da Volkswagen chama a atenção nas ruas. O carro tem excelente dirigibilidade e ainda oferece conforto aos ocupantes e bom espaço no porta-malas

A engenharia brasileira da VW também é conhecida por criar e desenvolver automóveis locais, com padrão global. Entre os exemplos estão o SP1/SP2, Brasília, e o maior sucesso da fabricante de origem alemã, o VW Gol que permaneceu por 27 anos na liderança do mercado.

Com toda esta experiência, a Matriz alemã designou a filial brasileira para desenvolver e produzir o que eles chamam de SUV cupê, ou seja, um veículo utilitário esportivo com caída arredondada na parte traseira do teto.

Ele foi lançado aqui no final de junho. Nos próximos meses será comercializado na Argentina e depois na Europa, ou seja, é um automóvel global.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Higline, identidade própria/ Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: VW Nivus Highline 2021, mesma plataforma do Polo, Virtus, T-Cross, Jetta, Golf GTE e Tiguan Allspace

Nesta avaliação do VW Nivus Highline 2021, vale destacar que ele é produzido na plataforma modular MQB, a qual a Volkswagen chama de estratégia modular MQB.

Apesar de compartilhar a estrutura com outros modelos, tem identidade própria. A dianteira traz o capô com vincos acentuados em forma de V. A grande grade tem o símbolo da marca ao centro ladeado por frisos cromados. Os faróis são com assinatura em LED. E o para-choque na cor do carro tem uma grade trapezoidal preta, nas extremidades as luzes de neblina.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus, lateral com área envidraçada grande, chama a atenção a caído no teto/ Foto: Saulo Mazzoni

Na lateral o VW Nivus 2021 tem o teto com a queda arredondada da coluna ‘C’, característica dos cupês. As barras no teto reforçam o visual esportivo. A área envidraçada é grande. Há um vinco que começa na inscrição Highline, que identifica a versão, e termina na lanterna traseira. Outro vinco começa um pouco mais abaixo, passa pelas maçanetas e tem o final na lanterna. E mais um vinco na parte inferior da porta.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus com lâmpadas repetidoras nos retrovisores/ Foto: Saulo Mazzoni

Os retrovisores na cor do veículo são com lâmpadas de seta, as lâmpadas repetidoras. As caixas de rodas utilizam molduras e as rodas são de liga leve com desenho exclusivo 17 polegadas, calçadas com pneus 205/55 R17. O VW Nivus tem a mesma distância entre-eixos do sedã Virtus, suas medidas são: 4,2 m de comprimento, 1,7 m de largura, 1,4 m de altura e 2,5 m de distância entre-eixos.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline, faixa na tampa do porta-malas une as duas lanternas/ Foto: Saulo Mazzoni

A traseira tem aerofólio no teto. As lanternas em LED invadem a tampa, ao centro, uma moldura uni as duas, o que passa a impressão de ser uma única peça. O símbolo da VW aparece ao centro. Abaixo, a moldura que acomoda a placa de identificação. O para-choque é biton, ou seja, a parte superior na cor do carro e a inferior na cor preta com os refletores nas extremidades. O porta-malas tem capacidade de 415 litros, sem rebater os bancos.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, com VW Play, desenvolvido no Brasil/ Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: VW Nivus Highline 2021, interior espaçoso e central multimídia VW Play

A versão Highline do VW Nivus traz o painel de instrumentos digital, volante multifuncional ajustável em altura e profundidade, bancos revestidos em couro, sendo que o do motorista tem ajuste de altura, os encostos de cabeça são ajustáveis e cinto de segurança de três pontos para todos os ocupantes. O ar-condicionado é digital com o controle eletrônico de temperatura.

A central multimídia VW Play, é mais uma novidade que estréia no carro e já foi integrada ao T-Cross 2021. O novo sistema de infotainment foi totalmente desenvolvido no Brasil. São duas telas de 10 polegadas com aplicativos exclusivos e 10 GB de memória.

É compatível com Andoid Auto e Apple Carplay, o qual agora é sincronizado sem a necessidade cabo. Segundo a VW é o primeiro carro do mundo com o Manual Cognitivo integrado ao veículo. Por isso, não há o manual impresso. Através do VW Play é possível acompanhar o prazo das revisões, agendar o serviço na concessionária mais próxima, além de tirar as dúvidas relacionadas ao manual do proprietário pelo celular, por comando de voz. Isso só é possível porque o aplicativo Meu Volkswagen está integrado ao sistema.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, o VW Play tem capacidade de 10 G/ Foto: Saulo Mazzoni

Este equipamento foi desenvolvido durante três anos, ele levou para dentro do carro o que antes estava no celular. Segundo a fabricante, esse espaço é suficiente para armazenar 25 aplicativos do tamanho do Waze, por exemplo.

No sistema foram incluídos os Aplicativos VW Play. Esse é o nome da loja de aplicativos da Volkswagen. Trata-se de um ambiente virtual exclusivo para clientes da marca baixar aplicativos e utilizá-los dentro de carro.

Entre eles, um que procura e mostra vagas de estacionamento encontradas por GPS. Esta função é válida nas 23 cidades onde a operação é administrada pela empresa. Por meio do GPS, o motorista também encontra a localização do veículo estacionado. Além disso, é possível identificar estacionamentos com vagas disponíveis e até mesmo reservar em aeroportos e grandes shows, nas principais arenas e estádios do país, obvio, quando a pandemia acabar e os grandes eventos forem liberados.

Ainda outros aplicativos disponíveis como o 12 min de áudio book com 20% de desconto, Ubook com 50% de desconto. Também está na lista de aplicativos a Porto Seguro, Deezer, Waze e IFood.

O multimídia pode reproduzir vídeos, porém, no painel central só é reproduzido com o carro parado, conforme regulamentação do código de trânsito brasileiro.

Ele ainda permite, por exemplo, pagar tarifas dos estacionamentos rotativos em diversas cidades (zona azul). Basta que o driver abra o aplicativo da Estapar, empresa parceira da VW, e assim pagar o período permitido por meio do cartão de crédito cadastrado no sistema.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline com uma opção de motor TSI/ Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação: SUV VW Nivus 2021, motor e câmbio

Esta avaliação foi feita com o SUV VW Nivus Highline 2021, que é oferecido apenas com uma opção de motor o 200 TSI. Fabricado em São Carlos (SP), ele é um dos motores mais modernos da VW. Com 3 três cilindros, flexfuel turbo e injeção direta de combustível. A potência do motor VW 200 TSI é de 128 cv (E)/ 116 cv (G) e 20,4 kgfm de torque.

O câmbio é da Aisin automático de 6 marchas. No lançamento foi avisado que não está no planejamento uma opção de Nivus câmbio manual. Isso porque quem paga mais de R$ 70.000 em um automóvel, prefere o câmbio automático, porém, a opção do Nivus com o câmbio manual agradaria os frotistas.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, câmbio automático de 6 marchas/ Foto: Saulo Mazzoni

Não só eles, mas também os que preferem uma condução mais esportiva. O posicionamento da fabricante é manter o Nivus como um SUV de entrada, também por isso, não haverá no Brasil um Nivus com motor 1.6L 16V aspirado, ou o mais potente 1.4L Turbo. Assim eles não correm o risco de o modelo competir com o T-Cross.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

Foto: Saulo Mazzoni

Avaliação VW Nivus 2021: Impressões ao dirigir, consumo de combustível

No período de empréstimo para esta avaliação do VW Nivus 2021, o carro foi utilizado no circuito urbano e rodoviário. Logo ao entrar e sentar o motorista se surpreende. O banco não tem ajuste elétrico, mas é fácil de encontrar a posição correta. Em seguida, o sistema multimídia parece chamar, “olha, eu estou aqui”. Não há botões, todos os ajustes, escolhas de funções, buscas de informações são feitas pelo toque ou comando de voz.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, central multimídia intuitiva/ Foto: Saulo Mazzoni

Fácil de conectar o Android Auto e o Apple Carplay. Apesar de ser um equipamento intuitivo, vale o usuário disponibilizar tempo e navegar por todas as funções com o carro parado. Assim, pode entender todas as funcionalidades, inclusive há como monitorar as mudanças de marchas do câmbio automático, o que auxilia a dirigir de maneira econômica. Após acionar o motor, colocar a alavanca na posição D, um leve toque no acelerador é o suficiente para tirar o Nivus do estado estacionário.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, painel digital e volante multifuncional/ Foto: Saulo Mazzoni

Ele é esperto, responde bem com pouca força no pé direito. O câmbio automático de 6 marchas está bem sincronizado com o motor, independente da aceleração forte ou fraca, as trocas ocorrem de maneira suave, sem trancos. Se o motorista optar por direção esportiva é só utilizar o modo S e trocar as marchas manualmente nas borboletas do volante.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

Foto: Saulo Mazzoni

Com suspensões bem calibradas, absorve os impactos causados pelas imperfeições do asfalto, valetas e lombadas. Ao entrar na rodovia, desenvolve velocidade de maneira rápida, em poucos segundos, com o giro do motor baixo. Isso proporciona segurança ao realizar uma ultrapassagem, pois ele é bem elástico. Nas curvas tem comportamento exemplar, pois a direção com assistência elétrica é firme nesta situação, mas também é macia quando utilizada em uma manobra de estacionamento. 

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

 

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, porta-malas com 415 litros, sem rebater os bancos/ Foto: Saulo Mazzoni

Os vários recursos eletrônicos de auxilio ao motorista como o ACC, que oferece ajustar a velocidade e a distância que deseja trafegar em relação ao veículo à frente. O AEB, sistema que, ao identificar o risco de uma colisão frontal, freia o carro de maneira autônoma e o Front Assist que alerta o motorista de forma sonora e visual, para evitar colisões, todos são confiáveis. Porém é necessário saber ativá-los e para isso, o manual cognitivo está disponível no multimídia, basta acessar e consultar.   

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, com suspensões bem calibradas/ Foto: Saulo Mazzoni

A VW divulga que o consumo de combustível do Nivus, abastecido com Etanol é de 7,7 km/L na cidade e 9,4 km/L na estrada. Ao utilizar gasolina na cidade o consumo é de 10,7 km/L e na estrada 13,2 km/L. Nesta avaliação do VW Nivus Highline 2021, o modelo foi entregue abastecido com gasolina. Ao utilizá-lo com o ar-condicionado ligado, a média obtida na cidade foi de 9,5 km/L e na estrada o consumo médio de gasolina do VW Nivus foi de 11,9 km/L.

Só por curiosidade, o VW Polo, montado na mesma plataforma, com o mesmo motor e câmbio, ao ser abastecido com gasolina, o consumo é de 11,4 km/L na cidade e 13,9 km/L na rodovia.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, assentos revestidos em couro/ Foto: Saulo Mazzoni

VW Nivus Highline 2021: Preço, equipamentos de série e opcionais

O preço do VW Nivus Highline 2021 é de R$ 98.290. Com mais R$ 710,00, o comprador pode incluir o Pacote Launching Edition que inclui a carcaça do espelho retrovisor externo em preto, colagem com folha (versão 1) e rodas de liga leve 9 1/2J x 20 na frente, e 11J x 20 atrás.

As cores especiais (Cinza Moonstone, Cinza Moonstone Preto Ninja, Vermelho Sunset, Vermelho Sunset Preto Ninja) custam R$ 990,00.  As opções metálicas (Cinza Platinum, Prata Sirius) saem por R$ 1.570,00 e a sólida Branco Cristal custa R$ 490,00. Só a cor Preto Ninja não tem custo.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

VW Nivus Highline 2021, bom espaço para as pernas na traseira/ Foto: Saulo Mazzoni

Entre os equipamentos de série, o VW Nivus Highline é um dos SUVs mais completos de sua categoria. Entre os itens de segurança e auxilio ao motorista ele vem com os 6 airbags (2 frontais, 2 laterais nos bancos dianteiros e 2 de cortina), freios ABS com EBD, tem ainda o ACC (Adaptive Cruise Control), que permite ajustar a velocidade e a distância que deseja trafegar em relação ao veículo à frente.

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

Foto: Saulo Mazzoni

Traz ainda o AEB (Autonomous Emergency Brake), sistema que, ao identificar o risco de uma colisão frontal, freia o carro de maneira autônoma. Já o Front Assist, por meio de um radar e sensores, monitora o tráfego e alerta o motorista, de forma sonora e visual, para evitar colisões. Ainda tem o detector de fadiga, ISOFIX para fixação de cadeiraa infantil no banco traseiro, ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), auxílio de partida em rampas (HHC) e câmera de marcha ré.

VW SP2, o pai do Nivus

VW SP2, o pai do Nivus/ Foto: Saulo Mazzoni

VW Nivus Highline 2021: VW SP2, o pai do Nivus

No mês de maio iniciamos a Seção AutoHistória, um espaço para contar a história do automóvel no Brasil e no mundo.  A primeira publicação destaca: VW SP 2: Um esportivo brasileiro que deixou saudades

O carro foi o primeiro modelo esportivo desenvolvido pela engenharia brasileira da Volkswagen em São Bernardo do Campo (SP). O trabalho foi tão bem feito que mostrou para a matriz na Alemanha a capacidade e criatividade dos engenheiros locais. Ele também permitiu que outros modelos de automóveis como o Gol, por exemplo, fossem desenvolvidos aqui. Sendo assim, quando surgiu a necessidade de um SUV com visual esportivo e funcional integrasse a linha global de produtos da fabricante, a Matriz não teve dúvidas, passou a responsabilidade para a filial brasileira. Portanto, tudo começou com o SP2, o pai do Nivus!

Por: Edison Ragassi/ Fotos: Saulo Mazzoni

Avaliação: VW Nivus Highline 2021

Foto: Saulo Mazzoni

Ficha técnica VW Nivus Highline 2021

Motor: 1.0L TSI

Tipo: 3 cilindros em linha, transversal

Cilindrada: 999 cm³

Injeção de combustível: Direta na câmara de combustão

Potência: 128 cv (E) / 116 cv (G) – 5.500 rpm

Torque: 20,4 kgfm (E/G) – 2.000/3.500 rpm

Tração: Dianteira

Câmbio: Automático, 6 marchas com conversor de torque

Direção: Assistência elétrica progressiva

Suspensões

Dianteira: Independente McPherson

Traseira: Eixo interdependente

Freios

Dianteiros: Disco ventilado

Traseiros: Disco sólido

Rodas: Liga leve 16”

Pneus: 205/60 R16

Dimensões/Capacidades

Comprimento: 4.266 mm

Distância entre-eixos: 2.566 mm

Largura: 1.757 mm

Altura: 1.493 mm

Porta-malas: 415 litros

Tanque de combustível: 52 litros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *